Check-in no aeroporto em um super passo a passo

Para quem nunca viajou de avião e não sabe o que é Check In, segue abaixo uma breve definição deste procedimento tão comum para quem viaja habitualmente de avião.

Então vejamos, toda a viagem segue um esquema, desde a escolha do destino, reserva das passagens, tempo de estadia no hotel, arrumação da mala e horário do vôo.

O Check-in faz parte desse esquema, ele é o primeiro passo que é feito quando você chega ao aeroporto e depois quando chega ao hotel.  O check-in é o primeiro procedimento ao qual você será submetido quando chegar ao guichê da companhia aérea.

O check-in no aeroporto é o ato de você se apresentar ao balcão da companhia aérea que você contratou e mostrar os documentos e etiquetar a bagagem que você irá levar. Sua bagagem então será despachada e a sua bagagem de mão (se houver alguma) será identificada.

No hotel, o check-in é a mesma coisa. Você se apresenta na entrada e confirma sua reserva, checa a bagagem que será levada para o seu quarto e o tempo de estadia, refeições, e serviço de quarto são combinados.

Geralmente o check in nos hotéis europeus é feitos somente após as 14h00, ou seja, você só pode entrar no hotel após este horário. Se o seu vôo chega de madrugada ou pela manhã, é conveniente conversar antecipadamente com o hotel para ver acertadamente qual o horário que você poderá adentrar ao quarto.

Sem o check-in você não embarca na aeronave e não consegue se hospedar no hotel. O check-in é uma confirmação dos dados do passageiro e do hospede a fim de verificar se é ele mesmo que estará no vôo e no quarto de hotel, bem como estabelecer as regras e direitos da pessoa.

Caso não houvesse check-in, qualquer pessoa poderia entrar em um avião, as bagagens se perderiam e o quarto de hotel certamente não estaria pronto e nem suas malas estariam no local correto.

O check in é um procedimento que preza pela segurança do passageiro, pela comodidade do hotel, e pela segurança da companhia aérea; para que todos saiam satisfeitos e nenhum erro aconteça.

Existe também a modalidade do Home Check In, onde uma empresa da Companhia ou sua parceira (terceirizada) vai até a casa ou o escritório do cliente, confirma antecipadamente o check in mediante documentos, sela as malas e as leva para serem despachadas no vôo programado.

Para obter o serviço é preciso verificar se a Companhia Aérea dispõe dele. Normalmente o Home Check In deve ser solicitado com, no mínimo, 24 horas de antecedência ao horário do vôo.

Lembre-se que no check-in sua bagagem é conferida, pesada, etiquetada e levada para o local correto, então não faça nada com pressa porque é necessário tempo para se fazer tudo isso com calma; muitos perdem o vôo por chegar em cima da hora e não ter tempo de fazer o check-in corretamente.

É aconselhado que se esteja no aeroporto pelo menos com duas horas de antecedência a hora da saída do seu vôo.

Por experiência própria, já houve vezes em que saí de casa com 4 horas de antecedência e quase o transito caótico me impede de chegar a tempo. É bom prevenir-se afinal imprevisto acontecem: chuva, trânsito, greves e passeatas pode ser um grande transtorno caso você saia de casa atrasado.

Sem o check-in, a companhia aérea não deixa a pessoa embarcar, e sem o check-in a pessoa não consegue entrar no quarto o hotel, então esteja ciente de que o check in é algo imprescindível e necessário. Programe-se com antecedência. : )

Se você viaja eventualmente ou faz tempo que não viaja, é bom ficar de olho nas diversas opções de check in disponíveis atualmente.

Além dos tradicionais balcões de check in – onde você confirma a viagem e despacha as bagagens- hoje em dia há totens, aplicativos, sites, onde se pode economizar um bom tempo, não só evitando, como diminuindo as enfadonhas filas e evitando atrasos desnecessários

Assim que você chega ao aeroporto, você perceberá as placas indicativas dos locais onde efetuar o check in. Geralmente separados por companhia aérea com suas cores características. Se precisar de ajuda, procure um balcão de informação, geralmente dispostos e lugares estratégicos de fácil visualização.

 

Check-in pessoal e despacho de bagagens.

  1. Localize o balcão de check-in da companhia operadora do voo que você adquiriu.
  2. Documentos sempre à mão – o passaporte (em caso de viagens internacionais), RG, carteira de motorista ou identidade profissional, o código da reserva eletrônica- também chamado de código localizador- ou uma passagem impressa. Geralmente o código localizador é suficiente.
  3. No balcão de check-in serão solicitados um documento de identificação e você entregará a bagagem para ser pesada e despachada para o porão da aeronave.
  4. Se sua bagagem for mínima, de até 7 kg, dispense o despacho. Perde-se muito tempo na recuperação via esteira no desembarque, prefira levar consigo.
  5. Após a confirmação dos documentos e a entrega da bagagem, você receberá o seu cartão de embarque que autoriza a passagem pelo portão de embarque e a entrada a bordo do avião.
  6. Fique atento ao horário de embarque, diferente do horário de decolagem. Após o check-in, vá para o portão de embarque indicado pela atendente e orientado no seu cartão de embarque.
  7. Logo após o portão de embarque, cada passageiro passa pelo controle de segurança (check-in pessoal). Evite excesso de bijuterias metálicas, cintos, relógios. Os detectores de metais não perdoam, é mais um local onde se perde preciosos minutos.
  8. Após a conclusão do controle, pode ir para o portão correspondente (gate), onde se embarca efetivamente no avião. Fiquem muito atento, os portões de embarquem mudam freqüentemente conforme o reposicionamento de aeronaves, sobretudo em dias de muito intenso. Ficar de olho nos painéis de voos e no serviço de alto falantes é necessário.

 

Auto check-in 01

Para evitar as filas nos balcões de check-in, de posse do seu código de reserva ou localizador, você pode usar os totens localizados na maioria dos aeroportos internacionais

 

Auto check-in 02

  1. Encontre uma máquina/totem de auto check-in no aeroporto, geralmente elas ficam dispostas em frente aos balcões de embarque de cada companhia.
  2. O processo é bastante intuitivo, você digita o código localizador e depois insere o numero de documento, cartão de milhagem se houver, acata termos de segurança, escolhe o assento.
  3. Para finalizar o cartão de embarque é impresso e indispensável para o embarque. Se for voador de primeira viagem, não espere um “Cartão” é um mero papel com as informações do seu voo.

Em alguns aeroportos, a opção de auto check-in só é possível se o passageiro vai viajar apenas a bagagem de mão, mas normalmente o procedimento é válido. Diríamos que é opção mais indicada para que esteja só bagagem de mão, dispense o balcão de embarque nestes casos.

 

Passageiros de primeira classe

Aos passageiros que adquiriram passagens na primeira classe, as companhias aéreas oferecem pontos de check-in especiais. Graças a isso, os viajantes da primeira classe podem contar com envio de bagagem mais rápido e eficiente no aeroporto.

Os pontos de check-in para passageiros da primeira classe são especialmente marcados, assim como possuidores de programas de milhagem de classe superior.

 

Aplicativos para check in em smartphones e celulares

Ainda controverso, já há alguns aplicativos oficiais que podem ser usados para o check in. Nem todas as companhias aéreas já possuem o serviço.

Muito práticos, os aplicativos reproduzem em escala reduzida os ambientes de auto check in nos totens.

A Gol e a TAM possuem bons aplicativos de check in que já geram o cartão de embarque, mas é preciso alguns cuidados como, certificar-se da disponibilidade de carga no aparelho na hora apresentar-se no portão de embarque.

 

Compartilhem.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *